| envie seu trabalho |seja colaboradorx |
Home > Inovação > AS SUPER MODELOS DIGITAIS LEVAM A MODA PARA UM NOVO PATAMAR

AS SUPER MODELOS DIGITAIS LEVAM A MODA PARA UM NOVO PATAMAR

O futuro digital da moda está cada vez mais evidente em um momento que o mundo virtual se tornou uma necessidade perante a pandemia. Apesar de não ser novidade a mão de obra e inteligência humana serem substituídas por máquinas, o que dizer da substituição da presença humana por avatares? Se é que podemos chamar assim, as modelos virtuais em 3D são geradas exclusivamente por dados no computador. Porém são extremamente realistas a ponto de causar dúvidas sobre sua origem. Além de se tornarem verdadeiros fenômenos e até mesmo influencers do universo fashion.

Assim como as humanas, as modelos virtuais também são agenciadas para se conectarem com empresas em campanhas publicitárias, editoriais, desfiles virtuais e e-commerces de moda. As agências inclusive trabalham com novas tecnologias para a criação e desenvolvimento de diversas identidades digitais de belíssimas musas para seus portfólios. Definitivamente isso está dividindo o mundo da moda. E dessa maneira marcas com mindset inovador estão sendo atraídas por essa tecnologia e experimentando diferentes aplicações para alcançar cada vez mais clientes jovens. Podendo ajudar a cortar custos e aumentar a presença em plataformas digitais. O que tem sido uma alternativa ótima em tempos de distanciamento social.

 

Dagny e Shudu (ig: @dagny.gram / @shudu.gram)

 
 

Fabricação Digital

Primeiramente todo processo de desenvolvimento é feito através do escaneamento corporal de modelos reais, modelagem 3D e diferentes profissionais como fotógrafos, artistas visuais, programadores, diretor de arte e designers trabalhando em conjunto para criar um CGI (computer generated imagery). Ou seja, as modelos digitais geradas por computadores que ultrapassam o limite entre a realidade e o virtual. Ao mesmo tempo nasce uma nova geração de artistas que abastecem esse mercado ao se inspirarem nessas figuras sintéticas e hipnotizantes.

Surpreendentemente as super modelos fabricadas digitalmente são cativantes e impressionam milhares de admiradores. Foi assim que aconteceu com a Shudu, a 1ª super modelo virtual, criada pelo fotógrafo Cameron James Wilson, que surgiu misteriosamente no Instagram sem que as pessoas soubessem que ela não era real. Eis que foi revelada sua identidade e o boom nas redes sociais aconteceu. A partir daí surgiram campanhas com marcas como Soulsky, editorial com a WWD, maquiagem digital exclusiva para ela estampar a Cosmopolitan, entre tantos outros trabalhos. O sucesso foi tanto que começaram a surgir mais e mais modelos digitais. Um exemplo é a Margot e a Zhi criadas sob medida para atuar com a Shudu na campanha da grife Balmain. Outras empresas como Elesse, Vogue, KFC e Smart também não perderam tempo e já utilizaram CGI em propagandas, lançamentos e ensaios fotográficos.

 

Modelos Digitais 3D

 

Shudu (ig: @shudu.gram)

Shudu (ig: @shudu.gram)

Margot, Shudu e Zhi

Margot

Dagny (ig: @dagny.gram)

Dagny (ig: @dagny.gram)

Shudu com a modelo humana Alexandra Maleek

 

Enquanto isso, recentemente no Brasil a Amaro criou a modelo virtual Mara para mostrar as novidades da marca e fortalecer a presença no digital ao oferecer novas experiências aos usuários.

 

Mara (ig: @amaro)

 

Paralelamente nasceram as influencers virtuais como Miquela que compartilha selfies, makes, look do dia e toda sua rotina no instagram para mais de 2 milhões de seguidores. Que inclusive já promoveu a marca Prada durante o Milan Fashion Week. Está bom pra vocês humanx?

 

Miquela (ig: @lilmiquela)

Miquela e Bermuda (ig: @lilmiquela / @bermudaisbae)

 

De fato acreditamos que as modelos digitais não substituirão as modelos reais. Pois são propostas diferentes em um novo espaço que está sendo explorado para moda. Uma coisa não anulará a outra, apesar de dividir opiniões. Mas os tempos mudam e é preciso explorar a diversidade das mídias. Esse é o início de uma evolução criativa e tecnológica na moda. E o uso de CGI é inevitável, mesmo porque é algo já presente em outras indústrias. Portanto as modelos e influencers digitais são uma realidade, ultrapassam limites, quebram paradigmas e mostram todo o potencial da modelagem 3D na moda. Além de revelar um novíssimo mercado para profissionais de diversas áreas.

 
 
Se você tem interesse em desenvolver ações e campanhas para marcas e empresas em geral, utilizando tecnologia de modelagem 3D, tanto com modelos digitais como moda digital, entre em contato com a Divaholic Hotshop aqui. Contamos com profissionais premiados e montamos equipes específicas com diversos especialistas.

 


 

Quer mais?

Fique por dentro das últimas novidades do mercado da moda e inove.

QUERO

 

You may also like
RELATÓRIO APONTA AS TRANSFORMAÇÕES NA INDÚSTRIA DA MODA DURANTE E PÓS PANDEMIA
E-COMMERCE DE MODA 3D É UMA POTENTE TECNOLOGIA PARA VENDAS ONLINE
POR QUÊ A MODA PRECISA CADA VEZ MAIS DA TECNOLOGIA BLOCKCHAIN?

Leave a Reply